Curitiba

curitiba-parque-tangua-viagens-nacionais-me-identifiquei

Decidi fugir do calor do Rio de Janeiro nas férias de janeiro de 2016 e escolhi a capital paranaense como destino. Melhor escolha ever!!!

IMG_1544

Eu falo bastante das minhas experiências em Curitiba aqui, aqui, aqui, aqui e aqui com direito a váááários vlogs, mas pra dar um resumão para as (os) mais preguiçosas (os):

1 – Comprei passagem com promoção pela TAM e por isso fiz escala em no aeroporto de Congonhas (São Paulo);

2 – Escolhi o Knock Knock Hostel, um lugar lindo, calmo e aconchegante através do HostelWorld e o melhor paguei SUPER BARATO!;

3 – Como fiquei 6 dias, do dia 07 ao dia 13 de janeiro, pude conhecer muito bem a cidade, andei por todos os parques e conheci a história local;

de mala na mão por curitiba viagem

 4 – Os parques são gratuitos e o Museu Oscar Niemeyer é R$9,00 a entrada, mas aos domingos é gratuito;

5 – Os ônibus turísticos da Linha Turismo funcionam diariamente e você pode descer 4 quatro lugares por R$45,00 (por isso, dê preferencia para usá-los para os parques que ficam mais distantes do centro);

6 – Leve guarda chuva e um casaco, embora janeiro seja verão, a capital paranaense tem um clima instável. Acho que foi por isso que gostei de lá, é uma Londres brasileira e mais calma, rs.

7 – Aos domingos tem uma feira no Largo da Ordem com comida, artesanato, roupas, acessórios, tudo o que você imaginar. E o melhor, as passagens de ônibus são a R$1,50 ao longo do dia, rs.

8 – Meu roteiro ficou assim:

  • Quinta – Cheguei quase 5 horas da tarde em Curitiba porque meu voo de São Paulo atrasou e muito. Aproveitei pra arrumar minhas coisas e descansar pois a Torre Panorâmica fechava as 19, com venda para ingresso (R$5,00 inteira) até as 18:30 e como já estava muito nublado, preferi não arriscar. A noite, fui no Bagda Café (tem resenha aqui).
  • Sexta – Fui andando do hostel até as Ruínas de São Francisco pois era bem perto, depois passei pelo Largo da Ordem, onde fica o Cavalo Babão, pelo Memorial de Curitiba, pela Praça Tiradentes, Rua das Flores, Praça de bolso do ciclista, Universidade Federal do Paraná e o Mercado Municipal, tudo a pé.
  • Sábado – Do hostel até a Praça Liberdade, fui andando, quando cheguei lá, tirei fotos e entrei na Igreja Basílica Menor Nossa Senhora da Luz. Peguei o ônibus turístico na praça, passei meus olhos no Teatro Paiol , no Centro Cívico e no Memorial Árabe sem sair do ônibus e saltei no Bosque Alemão. De lá, segui viagem na linha turismo até a Universidade Livre do Meio Ambiente e depois fui para a Torre também com o ônibus. Depois segui de táxi com uma turma de amigos para Santa Felicidade e aproveitei e jantei no restaurante mega famoso, o Madalosso (paguei por uma refeição maravilhosa R$56,00 e tem review aqui).
  • Domingo – Andei até o Largo da Ordem pra fazer as comprinhas na feirinha que sempre acontece todo domingo e aproveitei pra entrar num mesquita árabe que fica no início da feira. Fui andando até a praça para pegar a linha turismo e saltei no Museu Oscar Niemeyer e de lá fui a pé até o Bosque do Papa, também conhecido como Memorial Polonês. Depois peguei o busão de turista, rs e saltei na praça. Passei no hostel só pra me secar e fui andando até o bar/restaurante La Chiviteria porque estava tendo pré carnaval com marchinhas antigas.
  • Segunda – Fui no Jardim Botânico, no teatro Ópera de Arame, também conhecido como Pedreira Leminski e depois fui até o Parque Tanguá, tudo pela linha turismo.
  • Terça – Passei pela Rua 24 horas, depois passei no Paço da Liberdade e Rua das Flores. Peguei o busão de turista na praça e fui até o Parque São Lourenço e outro para voltar para a praça. De lá fui andando até a Igreja Nossa Senhora das Mercês.

de mala na mão por curitiba jardim botânico de mala na mão por curitiba episódio final 1

Acontece que em setembro, eu voltei para Curitiba e aproveitei para conhecer a praça 29 de março, muito fofinha e frequentada por família, pets, crianças, galera legalize, enfim, todo mundo… Foi bem legal!

praca-29-de-marco-curitiba-viagens-nacionais-me-identifiquei

Bem, para outras informações, já sabem, só clicar  aqui, aqui, aqui, aqui e aqui! Fiquem ligados que sempre que viajar, mesmo que para um destino nacional perto da minha cidade, eu vou compartilhando com vocês pela série #demalanamão! E como estou sempre postando sobre Curitiba, então você pode saber mais clicando na categoria viagens, aqui na lateral ou digitando o que você procura em pesquisa!

Um beijo dessa que vos escreve,

Assinatura Natalia Wilde