Browsing Tag

netflix

    Assuntos Sérios Séries

    Muito Girl Power nesse Top 5 Séries Feministas!

    6 de fevereiro de 2018

    Inhai, gente linda, tudo bem? Vocês sabem que eu sou feminista e que eu gosto sempre de explicar um pouco mais sobre o movimento, sobre essa luta que ainda nos dias de hoje é muito importante. Já fiz um post explicando um pouco sobra a história do feminismo e um outro post falando um pouco sobre as vertentes… Não lembram? Vou deixar linkado aqui para vocês caso se interessem. E no post de hoje não podia ser diferente, né? O primeiro TOP 5 do ano tinha que ser sobre séries feministas!!! É muito empoderamento junto! Vem comigo!

    top-5-series-feministas-feminismo-mulheres-girl-power-me-identifiquei

    Antes, de ver o vídeo, vale lembrar que o feminismo não está aqui para acabar com os homens, não está aqui para transformar mulheres em lésbicas de óculos com os sovacos peludos. Pelo contrário, o feminismo existe para que as mulheres tenha direito de escolha. Direito de escolher te sim o sovaco cabeludo ou lisinho como o meu, existe para que mulheres saiam de casa para trabalhar, para ser independente. O feminismo existe para que a mulher tenha os mesmos direitos que os homens. Afinal, perante a lei somos todos iguais. Sem mais delongas, vamos a lista?

    Sobre:

    • Chewing Gum – Criada por uma família conservadora, Tracey Gordon (Michaela Coel) vê a chance de realizar seu sonho de explorar o mundo quando vai morar sozinha. O primeiro passo para viver novas experiências é perder a virgindade.
    • Orange Is The New Black – Piper Chapman (Taylor Schilling) é uma mulher por volta de seus 30 anos que é sentenciada a 15 meses de prisão após ter cometido crimes para sua ex-namorada, a traficante Alex (Laura Prepon) — que não vê há mais de uma década. Piper troca a sua vida confortável de Nova York, com o noivo Larry (Jason Biggs), pelo macacão laranja, e cumpre sua sentença na Penitenciária Feminina de Litchfield. Para sobreviver, ela precisa aprender a conviver com as outras detentas, como Red (Kate Mulgrew), Nicky (Natasha Lyonne), Taystee (Danielle Brooks) e Crazy Eyes (Uzo Aduba). O que Piper não espera é encontrar a ex cumprindo pena no mesmo lugar.
    • The Bold Type – Três amigas se unem para conquistar o sucesso em Nova York, batalhando para fazer seus sonhos resistirem ás realidades da vida, e, quando têm um tempo livre, procurando o amor verdadeiro. Jane (Katie Stevens) foi recentemente promovida a redatora da Scarlet Magazine, um periódico renomado focado em estilo de vida. Mesmo sendo tão apaixonada pelo que faz e determinada a ter sucesso, Jane por vezes hesita perante os desafios da vida na cidade grande. Por sorte ela conta com a ajuda da amiga Kat (Aisha Dee), a diretora de mídia social da empresa, que é destemida e ousada. Sutton (Meghann Fahy) é a última das três a ocupar o cargo de assistente, mesmo sempre trabalhando até a exaustão. Pelo menos o trabalho lhe distrai do segredo que precisa esconder das amigas. As três trabalham sob a guarda da editora chefe Jacqueline (Melora Hardin), que comanda a revista equilibrando dureza e cuidado com suas subordinadas. Elas dividem a redação com Alex (Matt Ward), que só aceitou o emprego depois de perder a vaga dos sonhos em outra publicação, e Richard (Sam Page), um membro do conselho diretor e advogado da revista – e conquistador.
    • Big Little Lies – Conta a história de três mães que se aproximam quando seus filhos passam a estudar juntos no jardim de infância. Até então, elas levam vidas aparentemente perfeitas, mas os acontecimentos que se desenrolam levam as três a extremos como assassinato e subversão.
    • The Handmaid’s Tale – Depois que um atentado terrorista ceifa a vida do Presidente dos Estados Unidos e de grande parte dos outros políticos eleitos, uma facção catolica toma o poder com o intuito declarado de restaurar a paz. O grupo transforma o país na República de Gilead, instaurando um regime totalitário baseado nas leis do antigo testamento, retirando os direitos das minorias e das mulheres em especial. Em meio a isso tudo, Offred é uma “handmaid”, ou seja, uma mulher cujo único fim é procriar para manter os níveis demográficos da população. Na sua terceira atribuição, ela é entregue ao Comandante, um oficial de alto escalão do regime, e a relação sai dos rumos planejados pelo sistema.

    Vale lembrar: Feminismo não é sobre ser MAIS que um HOMEMÉ sobre SER IGUAL A UM HOMEM! Espero que vocês tenham gostado!

    Um beijo dessa que vos escreve,

    assinatura Natty Wilde

  • retrospectiva-2017-de-series-e-filmes-me-identifiquei
    Filmes

    Séries e Filmes uma Retrospectiva de 2017

    Inhai gente linda, tudo bem? Todo fim de ano rola uma retrospectiva na TV com todos os acontecimentos bons e ruins do ano, né? Nesse de 2017 tem rolado bastante no Stories do Instagram…

    30 de dezembro de 2017
  • piores-series-do-ano-de-2017-me-identifiquei
    Séries

    As piores séries do ano de 2017!

    Inhai, gente linda, tudo bem? Ontem precisei fazer uma viagem mega rápida para Pati de Alferes, aqui no estado do Rio mesmo e por isso o blog ficou sem post, mas calma… Estou aqui…

    28 de dezembro de 2017
  • ccxp-2017-me-identifiquei
    Séries

    CCXP 2017 promete dar o que falar!

    Inhai, gente linda, td bem? Andei sumida durante uma semana pois precisava cuidar do meu cachorro que estava com um problema na vista e acabou ficando ceguinho, por conta disso, precisei ficar de três…

    10 de outubro de 2017
  • top-5-filmes-praianos-filmes-de-verão-me-identifiquei
    Filmes

    Maratona com top 5 filmes praianos

    Inhai gente linda, td bem? Como foi o final de semana de vocês? Espero que bem! O meu foi bem legal, fui viajar, espairecer e curtir um pouco uma praia. Fiquei num lugar chamado…

    19 de setembro de 2017
  • resenha-os-desenfores-me-identifiquei
    Séries

    Resenha da série Os Defensores!

    Inhai gente linda, tudo bem? O post de hoje vai ser bem sincero, não que eu não seja sincera sempre, mas talvez minha opinião nessa resenha não agrade a todo mundo… Pois é, senta…

    27 de agosto de 2017