Assuntos Sérios

Mas eu não sou obrigada a ser feminista. Oi?

9 de março de 2017

Inhai gente lindaaaaa… Td bem? Continuando a Semana da Mulher aqui no blog, hoje vim conversar com vocês sobre o Feminismo, suas lutas, suas crenças e as consequências para os dias de hoje e o que é ser feminista. Mas antes de qualquer coisa, quero desejar a todas as mulheres, sejam cis ou trans, um ótimo dia! Agora, assistam com atenção esse vídeo que eu fiz falando um pouco sobre o feminismo.

Bem, como disse aqui em cima, o movimento feminista não luta para  mulheres sejam melhores que homens, mas que tenham direitos iguais! Para reforçar um pouquinho a história, estudiosos acreditam que o feminismo passou por três ondas:

1 – Nos séculos XVIII e XIX na luta pelo sufrágio feminino (direito de voto).

movimento-sufragista-dia-internacional-da-mulher-me-identifiquei

2 – No século XX entre os anos 60 e 70 com a luta pela igualdade social e trabalhista entre homens e mulheres.

feminismo-anos-60-70-dia-internacional-da-mulher-me-identifiquei

3 – Ainda no século XX, dos anos 80 até os dias que hoje com a inclusão de mulheres negras na discussão e também como uma resposta às supostas falhas da segunda onda.

movimento-feminista-dia-internacional-da-mulher-me-identifiquei

Pra vocês terem uma noção, o Brasil só permitiu o voto as mulheres em 1932 e em Portugal somente em 1968. Somente em 1993, a África do Sul o voto feminino foi conquistado, e em 2015, a Arabia Saudita permitiu que mulheres votassem e 900 delas concorreram em eleições.

sufragistas-nunca-desista-me-identifiquei

Nunca se render, nunca desistir da luta.

Ninguém tá pedindo a você para ir as ruas, ninguém tá te obrigando a você sair por ai protestando. Mas só de você não concordar com o discurso machista e debater a respeito já é ser feminista. Hoje, nós mulheres podemos nos dar o luxo de escolher como vamos governar nossa vida, se vamos ou não pra faculdade, se vamos ou não casar, se queremos ou não ter filhos. E sabe a quem devemos isso? As mulheres dos séculos XVIII, XIX e XX. E claro a todas as mulheres lindas desse nosso século XXI que não descansam perante as injustiças.

simbolo-feminista-me-identifiquei

E só pra reforçar: que NÃO significa NÃO e que MULHERES DEVEM SER RESPEITADAS, aqui vai mais alguns dados alarmantes:

  • De acordo com os dados mais recentes, em 2014 o Brasil tinha um caso de estupro notificado a cada 11 minutos.
  • Um pesquisa realizada em 2015 pelo Datafolha, em 84 municípios brasileiros com mais de 100 mil pessoas, revelou que 90% da mulheres tem medo de ser vítima de agressão sexual.
  • 70% dessas vítimas de estupro são crianças e adolescentes e mais de 80% são sexo feminino.
  • Segundo o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, 4.757 mulheres foram mortas por agressão em 2014, aumento de 11,6% em relação a 2004, quando 3.830 foram assassinadas no país.
  • Em dez anos, de 2004 a 2014, o Atlas revela que a taxa de homicídio de afrodescendentes subiu 18,2%, enquanto a porcentagem entre os não negros diminuiu 14,6%.

Se você sofrer qualquer tipo de abuso, seja físico, mental ou sexual, por favor, ligue para o 180 de qualquer telefone, o funcionamento é 24 horas por dia.

violência-180-mulher-mulheres-me-identifiquei

Então, depois de todas essas informações, você continua dizendo que não é feminista?

“Não quero flores, quero respeito.”

Um beijo dessa que vos escreve,

Assinatura Natalia Wilde

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply